Dr Hugo C. Neves e Dr Edson A. Neves

Aneurisma intracavernoso

 Aneurisma não fistuloso da artéria carótida interna no interior do seio cavernoso.



•Quanto maior for o tamanho do aneurisma, mais fortes serão os sintomas , o que consequentemente pode levar a compressão de algum nervo craniano.


• Esses aneurismas podem ser causados por placas ateroscleróticas, que são placas formadas pelo depósito de gordura na parede das artérias, o que leva o aumento da espessura do vaso e a diminuição da sua luz, obstruindo assim o fluxo sanguíneo. Desse modo, é necessário a precaução para que não leve a esse tipo de doença. O que pode ser feito através de uma orientação alimentar adequada e exercícios físicos .


 



1- AGUIAR , Guilherme ; NETO, G. Daniel ; SILVA A. João Migue ; JORY Maurício ; CONTI M. Mario Luiz ; VEIGA E. José CarlosAdvances in Endovascular Treatment of Aneurysms of the Internal Carotid Artery Cavernous. Jornal Brasileiro de Neurocirurgia .Edição  25 (1): 46 - 52, 2014.



2-  REIS F. R. Ricardo ; MUNIA de Freitas A. José ; SIQUEIRA C.Rubens ; Paresia do nervo oculomotor secundária a aneurisma intracavernoso da artéria carótida interna. Rev. Bras. Oftal. 2004; 64 (2): 120-123.



3-  SU Chang ; CRUZ P.Juan ; KRINGZ Timo. Low-Flow Direct Carotid-Cavernous Fistula caused by rupture of an Intracavernous Carotid Aneurism. Interventional Neuroradiology 20: 476-481, 2014.




•Aneurisma intracavernoso representa de 2 a 9 % dos aneurismas intracranial . Geralmente causam lesões benignas pois raramente levam a hemorragia , porém podem produzir sintomas compressivos aos nervos presentes no crânio.


•A investigação para um diagnóstico deve-se basear na realização da tomografia computadorizada , ressonância magnética e angiografia cerebral.


• Estudos apontam que há maior incidência em mulheres entre 50 e 60 anos de idade.




•Quanto maior for o tamanho do aneurisma, mais fortes serão os sintomas , o que consequentemente pode levar a compressão de algum nervo craniano.


• Esses aneurismas podem ser causados por placas ateroscleróticas, que são placas formadas pelo depósito de gordura na parede das artérias, o que leva o aumento da espessura do vaso e a diminuição da sua luz, obstruindo assim o fluxo sanguíneo. Desse modo, é necessário a precaução para que não leve a esse tipo de doença. O que pode ser feito através de uma orientação alimentar adequada e exercícios físicos .