Dr Hugo C. Neves e Dr Edson A. Neves
Doenças Vasculares

Revitalização de úlceras crônicas

por , 21/06/2013

O Primeiro passo é identificar o que provocou a ferida crônica (varizes, tromboflebites, linfedema, isquemia, diabetes,dermatites) ou está dificultando a sua cura como : obesidade, fumo, anemia curativos ou higiene inadequados...

     Para se revitalizar uma úlcera crônica de perna, de origem vascular ou traumática, o paciente deverá ser avaliado e orientado para a importância de várias condutas higiênico-dietéticas e posturais que aliadas ao tratamento medicamentoso, contribuirão para uma plena revitalização dos tecidos, favorecendo uma mais rápida cicatrização.



     É importante ressaltar que algumas patologias vasculares (Linfedemas, erisipelas, flebites, tromboflebites, linfangites, varizes de grosso calibre) podem agravar com o surgimento de feridas nas pernas, principalmente quando não tratadas adequadamente,



     Em nossas Clínicas costumamos após uma profunda avaliação clínica da úlcera e do paciente, utilizando aparelhagem de fleboscopia e ultrassonografia vascular doppler (eco doppler), identificamos o que provocou a úlcera ou o que está dificultando a sua cura. Então, orientamos o paciente para tomar uma série de condutas em função do seu caso e alguns procedimentos básicos, como:



     - Ciudados Higiênicos: Curativos diários da forma orientada pelo médico. Caso seja necessário desbridamento para remover crostas e tecidos necrosados deverá ser feito exclusivamente pelo médico assistente.



- Troca diária do curativo: Sempre com farta quantidade de gaze para absorver as secreções e deixando o curativo sempre limpo, se necessário trocá-lo mais de uma vez por dia.



- Os antibióticos e pomadas com indicação médica: Só deverão ser usados quando indicados pelo médico, e na quantidade determinada, para que não provoquem reações alergicas locais. Evitar também o contato de esparadrapos com a pele, usar preferencialmente ataduras de crepom.



- Repouso e manutenção da perna na posição indicada: No caso de úlceras varicosa normalmente é indicado uma ligeira elevação dos pés para favoreçer  a circulação de retorno. Deve ser evitado deixar as pernas pendentes e cruzadas. Esta conduta ajudará a diminuir ou evitar as dores nas pernas.



- Acompanhamento médico mais frequente: A cada dia as características do ferimento mudam e a reavaliação de um terapeuta experiente se faz necessária, para adaptar as condutas as condições que melhor favoreçam uma mais rápida   cicatrização.



Uma vez cicatrizado é fundamental que ainda se mantenha por um período de no mínimo três meses o acompanhamento clínico para se assegurar da cura e evitar recidivas que costumam ser mais trabalhosas na recuperação de tecidos lesados.



 - Uma dieta alimentar equilibrada com uma boa hidratação: É tão ou mais importante que a medicação recomendada. Atente para a sua nutrição de forma especial, sem excessos ou carências. Mantenha sua hidratação regular com a ingestão de água fresca e filtrada em quantidade compatível às suas necess´dades em várias tomadas no decorrer do dia, fora do horário da alimentação. Costumo recomendar a hidratação de 1 a 2 copos de água logo assim que o paciente acorda, de prefeência em jejum.



E por último, em hipótese alguma fume. Os tabagistas agravam sobre maneira suas úlceras e têm uma cicatrização muito mais dificultada. 



Abaixo exemplo de úlcera bem cuidada com curativos diários e repouso, em fase de cicatrização



COMENTE ESTE ARTIGO

Esta área é exclusiva para comentários. Em caso de dúvidas clique aqui.

COMENTÁRIOS DE OUTROS LEITORES (1)

  • noemir mendes de oliveira diz: 18/05/2014 - 09:22

    Gostei muito da materia que atendeu minhas necessidades no momento de forma clara e objetiva. Parabens!