Dr Hugo C. Neves e Dr Edson A. Neves
Prevenção Vascular

A história da Angiologia na antiguidade

por , 24/02/2013

Presume-se ser da data de 1550 AC o texto mais antigo que se refere a uma doença vascular esta num Papiro da antiga Medicina Egípcia



Este papiro foi descoberto em 1873 em Luxor pelo egiptólogo alemão Ebers (daí o nome ¨Papiro de Ebers). É todo grafado em hieróglifos e descreve a doença vascular varicosa. “dilatações serpentiformes nos membros inferiores, enroladas e endurecidas, com nódulos como cheias de ar” Ainda há referências de que nesta época os Egípcios já adotavam a aplicação de compressas frias para minimizar a dor do trauma nas pernas. Outro registro muito importante da antiguidade sobre Angiologia temos com Hipócrates nascido na ilha de Cós, no Mar Egeu, em 460 AC. Ele cita, em suas obras, várias vezes, as doenças venosas de membros inferiores. Seus escritos emocionam ainda hoje os estudiosos e praticantes da Angiologia, por serem tão próximos do que conhecemos e aplicamos atualmente, como a aplicação de compressas frias para amenizar os edemas e as dores dos pacientes varicosos. Hipocrates recomendava repouso, citava os seus benefícios e ainda fazia a compressão da perna no tratamento de úlceras varicosas. Como procedimento cirúrgico realizava múltiplas pequenas perfurações nas veias varicosas e enfaixar firmemente o membro, procurando assim gerar uma lesão venosa para promover a oclusão da veia varicosa Foi ele também o primeiro a noticiar uma esclerose de varizes. Ao acompanhar uma paciente com úlcera varicosa, observou que, seguindo uma infecção e, provavelmente, como conseqüência de tromboflebite, ocorria a esclerose da veia varicosa “em casos de úlceras, não é bom ficar em pé”. Em outra citação descreve as úlceras varicosas: “Grandes úlceras são conseqüências de lesões nos membros com varizes” . No museu de Atenas na Grécia, encontramos uma peça que é uma imagem esculpida em pedra que de maneira muito clara mostra uma veia varicosa em uma perna masculina. Esta imagem foi encontrada no templo de Amynos, próximo à acrópole de Atenas,( é datada de 350 a.C). Foi uma oferenda votiva levada ao templo por motivos religiosos como agradecimento pela cura de doenças. Seguramente, esta é a mais antiga imagem documentada de membro inferior com varizes Plutarco descreveu em seus escritos “A Vida Paralela”, a primeira exérese de varizes que foi realizada por um cirurgião romano anônimo: “Foi ilustre a firmeza do General e Cônsul romano, Caius Marius, que nos anos de 105 a.C. Galeno (130-200d.C.), médico dos gladiadores romanos, descreveu a extirpação de varizes entre duas ligaduras e assinala que a dilatação das varizes depende da quantidade de sangue que existe em seu interior. A ele é atribuída a invenção da ligadura cirúrgica. Sua teoria da circulação permaneceu aceita por 1.400 anos.



Varizes.com - "Mais que estética, bem-estar."


Barra da Tijuca -  39828646    RJ - RIO    Campo Grande  - 3394 3363


 Acompanhe-nos também pelo twitter :       www.twitter.com/varizes


 


acesse também nosso site: www.angiologista.org

COMENTE ESTE ARTIGO

Esta área é exclusiva para comentários. Em caso de dúvidas clique aqui.

COMENTÁRIOS DE OUTROS LEITORES (0)

  • Nenhum item encontrado.